Palavra do Padre

A vida da nossa comunidade paroquial

Queridos irmãos e irmãs, diletos paroquianos,
devotos de Nossa Senhora da Penha e São Geraldo,

Alegria e paz.

Estamos no mês que a Igreja dedica às vocações. É Deus mesmo quem nos chama a participarmos da sua vida e da sua missão. Rezamos sempre pedindo operários para a messe do Senhor, e como precisamos rezar. Neste mês, nossas orações se voltam para a vocação familiar, clerical, religiosa e laical. Assim formamos a família de Deus, nos mais diferentes modos de viver e servir.

Somos, pelo batismo, chamados a viver como discípulos-missionários do Senhor. As nossas comunidades alimentam um essencial cuidado com a liturgia e as celebrações dominicais são, talvez, os mais importantes momentos de encontro, comunhão com Deus e com o próximo. Outras características marcam também a nossa paróquia, como a participação ativa e protagonista de muitos fiéis leigos; as festividades que ocorrem sobretudo em dias de santos e outros elementos importantes que conferem a Paróquia Nossa Senhora da Penha uma identidade própria.

A nossa paróquia, com o desejo de voltar sempre às fontes evangélicas e renovar-se, deve antes superar tais obstáculos. Cada agente de pastoral é chamado a coordenar, tendo Jesus, o Bom Pastor, como modelo e guia. É essencial que todas as comunidades, pastorais e movimentos e leigos em geral busquem o encontro diário com Cristo, despindo-se dos suas limitações, colocando-se a serviço dos demais e enxergando o sagrado que existe no outro. Nossa comunidade paroquial é viva e dinâmica, repleta de laços fraternos e de sede de Deus. Olhando para nossos desafios pastorais e revendo nossa conduta, podemos avançar adiante e traçar um caminho que seja baseado na união, no espírito missionário e da humildade.

A ação pastoral depende da atenção à vivência em Cristo e da fidelidade ao projeto de amor de Deus. Após analisarmos a realidade paroquial, com seus desafios e esperanças, é essencial ter um olhar da fé e enxergar a proposta de Jesus à sua comunidade. Em Atos dos Apóstolos, pode ser visto o primeiro retrato da primeira comunidade: eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir do pão e na oração (cf. At 2, 42). O Povo de Deus participa das três funções com as quais o Pai dotou Jesus Cristo ao ungi-lo com o Espírito Santo: profeta, sacerdote e rei. Assim, nós católicos, por meio do batismo, participamos do sacerdócio comum e por meio da fé somos seguidores de Cristo, verdadeiros profetas, que atuando no mundo em vista da construção do Reino de Deus. A partir desta perspectiva bíblica e teológica, a nossa comunidade paroquial deve ser renovada a partir destas bases na vida cristã.

São várias as comunidades que compõem a nossa Paróquia e diversas as pastorais que dão dinamismo em nossa missão. Nenhuma pastoral ou comunidade é mais ou menos importante do que a outra. Cada qual tem a sua importante contribuição para a ação evangelizadora.

Deixo um convite muito especial para você, meu irmão, minha irmã. Não basta somente se declarar católico. É preciso viver de forma comprometida a nossa fé, na Igreja e na sociedade, e nos sentirmos, de fato, membros da comunidade eclesial. Deus tem um chamado para você. Venha conhecer nossas pastorais e movimentos. Cito apenas algumas das muitas que temos: Pastoral Catequética (Iniciação a Vida Cristã, Batismo, Matrimônio); Pastoral do Dízimo; Pastoral Litúrgica; Pastoral da Esperança; Movimento das Mães que Oram pelos Filhos; Terço dos Homens; Legião de Maria; Movimento da Mãe Peregrina etc.

Enfim, amados paroquianos, a nossa paróquia só existe a partir da consciência de pertença dos seus membros e de sua participação. Há termômetros para medir a temperatura participativa. O primeiro lugar de medição se dá nas celebrações litúrgicas, no assumir as pastorais nos diversos níveis, na pluralidade de atividades que a paróquia desenvolve. O desafio é de que muitos se engajem, mesmo que seja em pequenas tarefas, e assim se conseguirá muito mais.

Que Deus vos abençoe e vos guarde para sempre.

Pe. Ueliton Neves da Silva

EVENTOS

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹dez 2018› »