A Relíquia
 
Leia também:
São Geraldo Majela
O Santuário

AS RELÍQUIAS

O culto das relíquias é uma forma especial de venerar os santos, e em sua origem, era estreitamente ligado à reverência dos mártires. São abundantes os testemunhos desde os primeiros séculos, inicialmente circunscrito ao lugar do sepulcro de um mártir, vai-se progressivamente alargado a outras igrejas, que se honram de possuir, quando não o corpo do santo ou uma parcela de suas ossadas (são as relíquias reais); ou qualquer objeto a eles relacionado: peça de vestuário, instrumento do martírio, objeto santificado pelo simples contato com o seu túmulo (são as relíquias representativas).

Para que as relíquias possam ser expostas à pública veneração dos fiéis, têm de ser declaradas autênticas (ou autenticadas) pela autoridade eclesiástica. As formas tradicionais do culto das relíquias resumem-se em exposição, procissão e bênção (esta introduzida tardiamente por imitação da bênção eucarística).

Forma muito peculiar do culto litúrgico das Relíquias é o seu encerramento no altar consagrado ou na chamada “pedra de ara” (o que, pela última reforma litúrgica deixou de ser obrigatório). Entre as Relíquias, merecem particular destaque as dos instrumentos da Paixão de Cristo, da coroa de espinhos, dos cravos, Santo Sudário, e muito particularmente as Relíquias da Santa Cruz ou Santo Lenho.

Aqui em nossa Diocese de Itabira-Cel. Fabriciano, temos o privilégio de conservar uma relíquia dos ossos do glorioso São Geraldo Majela, que nos chegou de Materdomini, cidade do sul da Itália, onde há um suntuoso Santuário em homenagem ao grande santo redentorista, cujos restos mortais ali são venerados pelos devotos que acorrem de todas as partes do mundo.

A RELÍQUIA DE SÃO GERALDO DO SANTUÁRIO DE ITABIRA

A chegada da relíquia de São Geraldo na cidade de Itabira aconteceu no dia 14 de junho de 2002. Os portadores foram os Padres Máximo e Paolo, oriundos da Itália.

A primeira missa celebrada na presença da relíquia, no Brasil, foi na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, bairro Praia. Em seguida, ela foi levada para a Igreja de São Geraldo Majela, Bairro Major Lage, onde se encontra até os dias de hoje. Nesta comunidade, a primeira missa com a relíquia foi no dia 17 de junho.

A primeira missa perpétua em honra a São Geraldo foi celebrada no dia 05 de agosto de 2002 e passou a ser transmitida pela rádio Pontal a partir de 4 de novembro do mesmo ano.

A relíquia de São Geraldo constitui-se de pequenos fragmentos de seus ossos. Após sua chegada em nossa cidade, tornou-se o centro irradiador de fé. Em breve, com a construção do Santuário dedicado ao venerável santo, Itabira será um centro de atração religiosa para milhares de devotos, sendo transformada num grande lugar de peregrinação.

Informante: Maria das Graças – Paróquia Nossa Senhora da Penha e São Geraldo Majela, Itabira – MG