Palavra do Padre

Coração de Jesus, fonte de Misericórdia

Queridos irmãos e irmãs em Nosso Senhor Jesus Cristo,

Junho é o mês que a Igreja devota a espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus. As palavras “espiritualidade” e “coração” nos fazem mergulhar em nosso íntimo. Mergulhar no íntimo da espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus significa imergir no mistério do Amor de Deus para conhecer “a altura e a profundidade, o comprimento e a largura” do amor de Jesus Cristo.

Conhecer a espiritualidade do Sagrado Coração de Jesus ultrapassa toda a inteligência humana. Na palavra de Santo Inácio, esse conhecimento não consiste no “muito”, mas no “saborear internamente”. Saborear internamente é degustar pelo dom da sabedoria que vem do Espírito Santo. “A contemplação do Coração de Jesus Transpassado é imprescindível a todo Cristão”, escreve o Papa Bento XVI. A oração contemplativa nos leva a conhecer os infinitos tesouros contidos em palavras, atos, gestos, formas de ser de Jesus Cristo. Os apóstolos conheceram o Coração de Jesus pela convivência com Ele, escutando e vendo como discípulos, e seguiram seu modo de viver. Maria Santíssima escutava todas essas coisas e as contemplava em seu coração.

A espiritualidade deste Coração Sagrado se revela nas palavras de Jesus: “Eu vim para fazer a vontade do Pai”. “Eu vim para que todos tenham vida.” “Tenho compaixão de vós.” “Ai de vós…” “Deixai vir a mim os pequeninos.” “Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração.” “Eu também não te condeno. “Vai em paz e não tornes a pecar.” “Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem.”

Os gestos de Jesus também são reveladores de seu coração: Ele abençoou e abraçou as crianças; viveu pobre e no meio dos pobres; estendeu a mão e acalmou o mar; tocou em leprosos e os curou; estendeu a mão a Pedro… “Aprendei de mim que sou manso e humilde de Coração.” Nesta escola de espiritualidade, podem se matricular santos e pecadores. Assim conhecemos o amor apaixonado de Deus por nós, e nos apaixonamos por Ele. “De seu Coração aberto jorrou para nós a água da vida e o sangue da Eucaristia, não para nossa tristeza, mas para alegria nossa.”

A espiritualidade do Sagrado Coração consiste, pois, na revelação encarnada do AMOR de Deus na pessoa de Jesus Cristo, da qual o Coração é o símbolo. Que Deus nos abençoe e Maria interceda por nós. Jesus manso e humilde de coração fazei o nosso coração semelhante ao Vosso.

Neste mês de junho, em todo o nosso Brasil, ganha destaque as festas juninas de Santo Antônio, São João Batista e São Pedro, apóstolo. Essas festas celebradas no calendário litúrgico são marcadas por novenas, fogueiras, barraquinhas, danças folclóricas. São expressões de religiosidade popular e das tradições de nosso povo.

No calendário da Igreja, celebra-se, de modo mais solene, a festa dos dois grandes apóstolos: Pedro e Paulo.A Pedro, primeiro Bispo de Roma, Jesus lhe confiou as chaves do Reino de Deus, o estabeleceu chefe dos doze apóstolos e o constituiu a pedra sobre a qual Cristo edificou a sua Igreja.Paulo, convertido ao Cristianismo, foi o grande apóstolo dos gentios e o maior missionário da Igreja nascente.Na festa destes dois grandes apóstolos, colunas da Igreja, celebra-se o Dia do Papa que, para nós, hoje, chama-se Francisco.

Celebra-se ainda neste mês Corpus Christi. Na Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, a Igreja nos convida a contemplar o mistério supremo da nossa fé: a Santíssima Eucaristia, presença real do Senhor Jesus Cristo no Sacramento do Altar. Cada vez que o sacerdote renova o sacrifício eucarístico, na oração da consagração, ele repete: “Este é o meu corpo (…) este é o meu sangue”. Ele empresta sua voz, as mãos e o coração a Cristo, que quis permanecer conosco e ser o coração da Igreja.

O dia de Corpus Christi, realizado na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, é celebrado com a santa missa, seguida da procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A Celebração é o memorial da paixão, morte e ressurreição de Cristo. A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da terra prometida e a adoração ao Santíssimo Corpo de Cristo é um dos gestos mais profundos de comunhão que podemos estabelecer com Cristo.A procissão solene constitui o testemunho público da piedade do povo cristão para o Santíssimo Sacramento. Neste dia, o Senhor toma posse das nossas ruas e praças, atapetadas em muitos lugares que simbolizam também a expressão de uma gratidão profunda pela presença real de Jesus na Eucaristia.

Que Jesus, manso e humilde de coração, fonte de misericórdia do Pai, abençoe a todos nós e faça de nosso coração semelhante ao dele.

Pe. Ueliton Neves da Silva – Pároco

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

EVENTOS

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹jun 2019› »