Notícias da Igreja

Dia de Oração pela China: Dom Shao ainda nas mãos da polícia

Cidade do Vaticano (RV) – No Regina Coeli do domingo 21 de maio o Papa Francisco recordou o Dia Mundial de Oração pela Igreja na China, instituído pelo Papa Bento XVI na sua Carta aos católicos chineses de 2007.

“No próximo dia 24 de maio nos uniremos espiritualmente aos fiéis católicos na China, na recorrência de Nossa Senhora Auxiliadora, venerada no Santuário de Sheshan em Xangai. Aos católicos chineses digo: elevemos o olhar a Maria nossa Mãe, para que nos ajude a discernir a vontade de Deus sobre o caminho concreto da Igreja na China e nos sustente em acolher com generosidade o seu projeto de amor. Que Maria nos encoraje a oferecer a nossa contribuição pessoal para a comunhão entre os fiéis e para a harmonia de toda a sociedade. Não esqueçamos de testemunhar a fé com oração e amor, mantendo-nos abertos ao encontro e ao diálogo, sempre”.

Shao Zhumin preso novamente

E neste dia prosseguem as orações pelo Bispo Pietro Shao Zhumin, da Diocese de Wenzhou (Zhejiang), mais uma vez nas mãos da polícia chinesa. O prelado não é reconhecido pelo governo, mas foi confirmado pela Santa Sé à frente da Diocese.

Dom Shao foi convocado por membros do Departamento dos Assuntos Religiosos em 18 de maio e desde então não foi mais visto. Há dois dias não se tem notícias dele, informou uma fonte local de Wenzhou à Agência Asianews.

Anteriormente o bispo chinês havia sido preso pela polícia durante a Semana Santa, sendo libertado após a Páscoa.

Santuário

Em Sheshan, sede da Basílica nacional dedicada a Maria, continuam a chegar os peregrinos desde 29 de abril. Ao menos 80 grupos provenientes de Xangai e de outras dioceses já estiveram na colina onde está o Santuário.

Para ser possível peregrinar ao local, os grupos devem ser guiados por um sacerdote e devem apresentar com antecedência um pedido, para então receber das autoridades a permissão.

Sacerdotes, religiosas, seminaristas e mebros de diversas paróquias da Diocese de Xangai realizaram sua peregrinação ao Santuário no dia 10 de maio. Como o Bispo da Diocese, Dom Ma Daquin, está em prisão domiciliar desde 2012, o grupo foi guiado pelo Decano de Punan, Pe. Lu Qinglin. Em sua homilia, o sacedote pediu aos fiéis para rezarem a Maria e São José, para que ajudem a Igreja na China.

No contexto do centenário das aparições em Fátima, também é pedido aos fiéis chineses para fazer penitência e rezar pela paz no mundo, com a oração diária do Terço.

Carta de Bento XVI

Durante este mês de maio, muitos católicos chineses tem postado nas redes sociais o texto da oração de Bento XVI a Nossa Senhora de Sheshan e de sua Carta aos católicos chineses, pedindo aos seus amigos para que a leiam e reflitam sobre o conteúdo.

Dezesette irmãs do Convento da Apresentação, da Diocese de Xangai, professaram os votos: 13 os votos perpétuos e 4 os primeiros votos. A cerimônia teve lugar no dia 17 de maio na Igreja da Assunção de Nossa Senhora, em Qibao.

(JE com Asianews)

(from Vatican Radio)

EVENTOS

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹jul 2019› »