Seja bem-vindo(a) ao Site Oficial do Santuário São Geraldo Majela         -         Itabira, Minas Gerais - 20 de abril de 2021         -         Acesse nossas redes socais

Itabira, 20 de abril de 2021

INTENÇÕES DO SANTO PADRE Papa Francisco MÊS DE março  .  2021
TODAS AS INTENÇÕES DO PAPA

O sacramento da reconciliação (Pela Evangelização)

01/03/2021 . Intenções do Papa

Rezemos para que vivamos o sacramento da reconciliação com uma profundidade renovada, para saborear a infinita misericórdia de Deus.

Reflexão

“Jesus Cristo é o Rosto da Misericórdia do Pai”. São estas as palavras que iniciam a Bula de Proclamação do Jubileu da Misericórdia que o Papa Francisco convocou e que decorreu em 2016. A misericórdia não é um sentimento, um afeto ligado a bons movimentos do coração em relação aos outros que sofrem ou fizeram mal, mas é a expressão visível do modo como Deus se relaciona com os seus filhos e filhas. Esta visibilidade foi-nos mostrada plenamente em Jesus, vemo-la descrita nos Evangelhos, mas também a podemos ver manifestada nos muitos modos como, ao longo da história, a Igreja foi sendo dela sinal e experiência. Devemos dar-nos conta disto: é na vida de muitos cristãos que a misericórdia é também visível.

À semelhança de Jesus, o Bom Pastor, este será sempre um convite essencial ao nosso estilo de vida, nas nossas relações connosco, com os outros, com Deus, com a criação, um estilo marcado pelas consequências da autêntica misericórdia, que se constitui como perdão, paz, reconciliação, respeito pelo outro e, essencialmente, a busca incansável da vida e do bem dos mais frágeis, os pecadores, os mais vulneráveis.

Neste mês de março, mês marcado liturgicamente pela Quaresma, o Santo Padre quer que os cristãos olhem para a importância de celebrar de forma profunda e renovada o perdão de Deus. É necessário redescobrir a graça e a alegria do Sacramento da Reconciliação como uma boa notícia, como um encontro com o amor e a ternura de Deus, que não têm limite. Esta experiência pede atitudes muito concretas: da parte do sacerdote, que seja imagem do Bom Pastor, médico, paciente, acolhedor, guia. Da parte de quem se aproxima do sacramento, que não o encare como um tribunal onde vai prestar contas, mas como um momento de verdadeira transformação da vida, a escola da misericórdia. Porque só perdoados, podemos verdadeiramente perdoar.

Oração

Santa Mãe de Deus e nossa Mãe,
sobre nós permanecem pousados os teus olhos misericordiosos.
Tu és a primeira que abre a procissão
e nos acompanha no testemunho do amor.
És a Mãe da Misericórdia que nos reúne a todos
sob a proteção do teu manto.
Confiamo-nos à tua ajuda materna
e seguimos a indicação perene que nos dás
de olhar para Jesus, o rosto radiante da misericórdia de Deus.
Ave-Maria…
(adaptada da Carta Apostólica Misericordia et Misera, n. 22)

Desafios

– Reconhecer as infidelidades a Deus, o exemplo que deveria dar como cristão, para, com humildade, me dispor ao perdão e reconhecer a falta que tenho da ternura de Deus.

– Acolher e alegrar-me com o perdão, especialmente com a celebração do Sacramento da Reconciliação.

– Criar em mim um hábito espiritual mais frequente de pedir perdão e perdoar, para ser mais imagem da Misericórdia de Deus Pai, em especial com as pessoas com quem estou mais ferido.

– Misericordiar. Segundo esta palavra do Papa Francisco, que cada atitude, palavra, gesto seja de cura, ajuda, perdão e proximidade de quem peca e quem sofre.