Seja bem-vindo(a) ao Site Oficial do Santuário São Geraldo Majela         -         Itabira, Minas Gerais - 21 de setembro de 2021         -         Acesse nossas redes socais

Itabira, 21 de setembro de 2021

Olimpíadas: vitórias e derrotas em nome da esperança

06/08/2021 . Notícias da Igreja

Os XXXII Jogos Olímpicos Modernos estão em pleno andamento em Tóquio e é considerado para todos os efeitos, a “grande festa do esporte”, como disse o Papa aos atletas e organizadores em sua saudação no Angelus no último domingo. Dom Sanchez de Toca, subsecretário do Pontifício Conselho para a Cultura afirma que neste momento difícil de pandemia são os Jogos da esperança

Giancarlo La Vella e Fabio Colagrande – Vatican News

Em Tóquio, chovem medalhas entre lágrimas de alegria dos vencedores e de desilusão dos perdedores. É a lei do esporte: apenas um atleta será lembrado. Para os demais, a satisfação de ter participado e o compromisso de melhorar e dar um passo adiante na próxima edição. E o Papa Francisco, no final do Angelus de domingo (25), recordando a abertura das XXXII Olimpíadas em Tóquio, enviou uma bênção aos organizadores, atletas e a todos os que colaboram no que ele chamou de “uma grande celebração do esporte”.

Ouça e compartilhe!

Francisco desejou que, neste tempo de pandemia, os Jogos fossem um sinal de esperança, de fraternidade universal e de competição saudável. Em entrevista ao Vatican News, Dom Melchor Sanchez de Toca, subsecretário do Pontifício Conselho para a Cultura e presidente emérito da Athletica Vaticana, falou dos Jogos como um evento que pode dar esperança em um momento tão difícil para o mundo inteiro.

Citius, Altius, Fortius, sim, mas juntos

Dom Sanchez de Toca aponta que o Comitê Olímpico Internacional, antes de Tóquio 2020 mudou o lema olímpico “Citius, Altius, Fortius” (mais rápido, mais alto, mais forte), acrescentando a palavra latina “communiter”, que em um de seus significados quer dizer “juntos”. É uma decisão, afirma Dom Sanchez, que recorda a encíclica Fratelli tutti do Papa Francisco e restitui à atividade competitiva seu verdadeiro significado: os esforços esportivos são realizados individualmente, mas de fato compartilhados por todos os participantes, aderindo às mesmas regras e princípios de solidariedade e lealdade. É precisamente nesta pandemia que é importante entender e repetir que “ninguém se salva sozinho, mas todos juntos”.

Vatican News
Imagem Capa: Pexels no Pixabay